Introdução

Mãe de 3 filhos (Rodrigo, Philippe e Fernanda), avó (quatro netas: Eduarda, Mirela, Luna e Laura), Supervisora Educacional, Profª aposentada de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira; Pedagoga e Pesquisadora, Graduada em Letras e Pedagogia e Pós-Graduada (Especialista em Língua Portuguesa e Iniciação Teológica); Mestre em Letras e Ciências Humanas. Trabalho muito, estudo bastante, adoro pesquisar, ler boas obras; folhear jornais e revistas, assistir telejornais; viajar, ir ao Shopping, utilizar a Internet. Crio algumas "quadrinhas", gosto de elaborar projetos que não sejam engavetados.

The Daily Puppy

Daily Calendar

Postagens populares

Total de visualizações de página

http://www.lokaliza.com.br

Notícias

Loading...

segunda-feira, 26 de julho de 2010

A missão de formar leitores competentes



Acredito que seja esse o maior desafio do professor: a missão de formar leitores competentes.
Precisamos de uma sociedade realmente mais preocupada em entender que acusar sem fundamento. Precisamos de uma sociedade em que os valores de dignidade, sensibilidade, calma, prudência, reflexão, análise, ponderação e tantas outras possibilidades de discernimento claro, coerente para um convívio pacífico sejam postos na prática diária do encontro com o próximo, na partilha, no respeito pela diversidade, aqui vista em seu sentido amplo. Não significa que sejamos acomodados e concordemos com tudo, mas que aprendamos e saibamos entender mais...
Por exemplo, algo prático, da vida de professores... Consideremos os enunciados das questões de livros, exercícios, provas... Há enunciados em que os autores já respondem, por exemplo, "você acabou de ler..." e especificam o nome de um determinado objeto de estudo. Aqui nesse caso,  gênero textual: poema, conto, crônica, reportagem, ficção, romance, conto maravilhoso, lenda, letra de música, etc.
Acreditamos que através dessas "pistas" eles, os autores, demonstram uma preocupação em alertar quanto a diversidade de gêneros textuais. Ainda sobre essa importância do estudo de textos e gêneros discursivos, para dinamizar a leitura como um dos objetivos importantes para a formação de leitores e desenvolvimento da cidadania, podemos ler e refletir sobre o que diz Kleiman (2008): 

Cabe notar aqui que o contexto escolar não favorece a delineação de objetivos específicos em relação a essa atividade. Nele a atividade de leitura é difusa e confusa, muitas vezes se constituindo apenas em um pretexto para cópias, resumos, análise sintática, e outras tarefas do ensino de língua. Assim, encontramos o paradoxo que, enquanto fora da escola o estudante é perfeitamente capaz de planejar as ações que o levarão a um objetivo pré-determinado (por exemplo, elogiar alguém para conseguir um favor), quando se trata de leitura, de interação à distância através do texto, na maioria das vezes esse estudante começa a ler sem ter idéia de onde quer chegar, e, portanto, a questão de como irá chegar lá (isto é, das estratégias de leitura) nem sequer se põe. (KLEIMAN, 2008, p.30).


KLEIMAN, A. Texto & Leitor: aspectos cognitivos da leitura. 11. ed. Campinas, São Paulo: Pontes, 2008.


Nenhum comentário: