Introdução

Mãe de 3 filhos (Rodrigo, Philippe e Fernanda), avó (quatro netas: Eduarda, Mirela, Luna e Laura), Supervisora Educacional, Profª aposentada de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira; Pedagoga e Pesquisadora, Graduada em Letras e Pedagogia e Pós-Graduada (Especialista em Língua Portuguesa e Iniciação Teológica); Mestre em Letras e Ciências Humanas. Trabalho muito, estudo bastante, adoro pesquisar, ler boas obras; folhear jornais e revistas, assistir telejornais; viajar, ir ao Shopping, utilizar a Internet. Crio algumas "quadrinhas", gosto de elaborar projetos que não sejam engavetados.

The Daily Puppy

Daily Calendar

Postagens populares

Total de visualizações de página

http://www.lokaliza.com.br

Notícias

Loading...

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Mais um pouco sobre a Profª Cleonice




Gostaria de poder tornar-me no futuro uma simpática senhora, lúcida, ativa,saudável, participativa e atuante ainda na Educação. Considero a Professora Cleonice um exemplo muito importante para ser seguido. O que ocorre é que ela teve alunos de uma época que não existe mais.Aquela época não mais existe, mas existem pessoas daquela geração que podem testemunhar o quanto a educação tem sofrido perdas. Não me refiro a saudosismos, nem muito menos as perdas salariais. Refiro-me a respeito, mesmo. O que falta em nossa época. Já vem faltando há algum tempo. As pessoas estão com as ideias voltadas apenas à diversão e nada para com a obrigação, os deveres que também fazem parte da vida. Para crescer é preciso semear, cuidar e colher. Querem crescer antes do tempo e colher frutos ainda não amadurecidos, fora do tempo. O sabor fica artificial. Há muitas superficialidades. Só sabem cobrar dos outros e não sabem contribuir com a parte que lhes cabe.A vida é uma partilha, comunhão. Não sei mais se pretendo continuar professora ainda por muitos anos. O que sei é que desejo viver por muitos anos!

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Algumas atividades de alunos do 6º ano - CSA

O CSA apresenta, no período de 21 a 24 de setembro de 2009, o IV Sarau artístico-literário com as turmas dos 6os aos 9os anos. Nosso tema é a Paz e tudo que, a partir dela, podemos refletir, sensibilizar e aplicar em nossas vidas!
É um momento muito importante para que nossos alunos compartilhem os valores de criatividade e expressem, através de poesias, jograis, coreografias, esquetes, histórias em quadrinhos, cordel, teatro, dramatizações, músicas, slides, leituras, desenhos, cartazes, redações, palestras e tantas outras formas de interatividade o potencial de arte e cultura que podemos encontrar nos livros, nos autores, na vida!
Num clima de respeito, organização, solidariedade e atitudes de colaboração, todos participam desse momento que reúne a comunidade escolar.
Alguns de nossos objetivos com o projeto do Sarau são: incentivar para a leitura, a produção de textos; desenvolver o interesse pelos livros, os autores, escritores poetas; exercitar para o desempenho da leitura e escrever melhor a nossa íngua, especialmente à prática das regras do novo acordo ortográfico.
Há uma mini “Bienal” com estande de vários livros no pátio da área coberta do colégio, turmas que participam do “soletrando”, oficinas de origami, grupos de contadores de histórias, alunos integrados na montagem de mini peças teatrais, organização de cenários, iluminação, som... Sensibilidade!

Os sextos anos produziram:
1- textos variados;
2- descrições de ambiente do livro lido na 1ª etapa pedagógica (A filha do Rei - de Telma Guimarães Castro Andrade, Editora SM)

http://www.edicoessm.com.br/ArchivosColegios/edicoessmAdmin/Archivos/Guias de Leitura/FILHADOREIA/;

3- atividades relacionadas à leitura da 2ª etapa pedagógica (Memórias de um cabo de vassoura, de Orígenes Lessa, Editora EDIOURO);
4- mini-cartazes sobre a importância do nome, outras palavras que são escritas com a inicial do nome de cada um, o nosso alfabeto;
5- histórias em quadrinhos: o herói;
6- "Nós também fazemos história"; cartazes, painés, dramatizações de poesias, contos e vários outros trabalhos.

* Eis algumas, entre as diversas tarefas realizadas:





quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Duque de Caxias, 17 de setembro de 2009

- Língua Portuguesa -
"A paz vem de dentro de ti próprio, não a procures à tua volta".
(Buda)

1- Atividades de revisão gramatical:
a) Que vocábulo (s) destadado (s) do pensamento é (são) classificados gramaticalmente como:
* Preposição:
* Verbo de 1ª conjugação:
* Verbo de 3ª conjugação:

b) Classifique gramaticalmente as palavras pedidas:
* ti - _______________________________
* a - ________________________________
* tua - ______________________________

6º ano B - (mesma atividade desenvolvida no dia 16 de setembro no 6° ano D)
6º ano C - (mesma atividade desenvolvida no dia 16 de setembro no 6º ano A)
6º ano A - (mesma atividade desenvolvida no dia 14 de setembro no 6° ano B)

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Duque de Caxias, 16 de setembro de 2009



- Língua Portuguesa - 6º ano D e 6º ano B

"Venham, amigos! Não é tarde demais para procurar um novo mundo. Pois eu existo para velejar além do pôr-do-sol. E apesar de hoje não termos a força que nos velhos tempos mexia com a terra e com os céus, o que somos, somos. Um temperamento de corações heróicos, enfraquecidos pelo tempo e o destino, mas com grande força de vontade. Para perseverar, persistir, encontrar e não hesitar."
(Tennyson)

Atividades de Gramática

1- Observe os termos destacados na mensagem e anote-os nos locais adequados:

a)Verbo de 1ª conjugação:
b)Verbo de 2ª conjugação:
c)Verbo de 3ª conjugação:
d)Substantivo abstrato:
e)Substantivo composto:
f)Adjetivo:
g)Artigo:
h)Preposição:
i)Verbo no modo imperativo:
j)Pronome:

2- Exercícios na Gramática Reflexiva, páginas 186,187, 188, 189 e 190 (pode responder a lápis no livro)

6º ano A - Atividades com base na leitura complementar: "Quem vai descobrir o segredo de Michelangelo?", de Thomas Brezina, Editora Ática.

Como se sabe, Michelangelo Buonarroti (1475-1564) foi um genial artista do Renascimento italiano: entre suas esculturas, estão a Pietà e o David, realizadas antes de ele completar 30 anos; são dele as pinturas monumentais do Gênesis e do Juízo Final, no teto da Capela Sistina; e é também de sua autoria o projeto da cúpula da Basílica de São Pedro, em Roma. Conta-se que, ao terminar a estátua Moisés, ficou tão fascinado com a perfeição da obra que gritou “Perchè non parli?” (”Por que não fala?”) e desferiu um violento golpe de martelo no joelho da escultura.Para Michelangelo, a missão do escultor era libertar as formas que já se encontravam dentro da pedra.

* Que mensagem importante esse texto nos transmite? Identifique as páginas da obra onde aparecem exemplos dos trabalhos do artista apresentados no texto dado.
a) Pietà -
b) David -
c) Gênesis -
d) Juízo Final -
e) Capela Sistina -
f) Cúpula da Basílica de São Pedro -
g) Estátua de Moisés -

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Aula do dia 14 de setembro de 2009

"A vida pode tornar-se uma viagem:
Nem é preciso muita bagagem;
Basta um bom livro!"

- 6º ano C e 6º ano D -

1)Atividades de Leitura e Interpretação de Texto:
Livro Português Linguagens
Páginas: 153, 154, 155 - Respostas no caderno

"Que saudade da professorinha", de Paulo Freire.

2) A linguagem do texto:
Páginas: 155 e 156 (até o nº 3)- Respostas no caderno

5º tempo: 6° ano B (uma aula)- Leitura complementar (mesma atividade passada no dia 11 de setembro para o 6º ano D - ACRÓSTICO "Michelangelo")

sábado, 12 de setembro de 2009

Duque de Caxias, 11 de setembro de 2009.



Língua Portuguesa

"Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da Criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar seu semelhante" [ Albert Schweitzer ]

* Atividade com base na obra: "Quem vai descobrir o segredo de Michelangelo?" - Thomaz Brezina, Editora Ática.

- Complete o acróstico com palavras-chave relacionadas ao conteúdo da obra de leitura complementar:

Monalisa
Itália
C
H
E
L
A
N
G
E
L
O

"Alguém roubou a recém-descoberta câmara secreta de Michelangelo e isso pode causar uma tragédia enorme. O personagem principal - o leitor - e o cachorrinho Pablo precisam descobrir o segredo que envolve o artista, antes que algo horrível aconteça. Eles se envolvem em uma trama cheia de suspense e são levados ao passado: no séc. XVI, conhecem o próprio Michelangelo, descobrem muitas coisas sobre sua vida e obra, e vivenciam as mais inusitadas aventuras em meio ao clima efervescente da Renascença italiana."

Duque de Caxias, 10 de setembro de 2009



Língua Portuguesa - 6º ano

Até o céu estava triste
No dia em que tu partias
Eu não sei se o céu chorava
Ou se meus olhos choviam

Atividades de revisão e sobre verbos nos modos Indicativo, Subjuntivo e Imperativo.

1 - Modo Indicativo: é um modo verbal que expressa uma certeza, um fato real ou certo, uma atividade e/ou atitude que expressa certeza com relação ao fato que aconteceu, que acontece ou que acontecerá.
Exemplo: Eu estudo para as avaliações.

2 - Modo Subjuntivo: revela um fato duvidoso, incerto, uma possibilidade, uma hipótese, um desejo ou uma vontade.
Exemplo: É importante que eu estude para as avaliações.

3 - Modo Imperativo: representa uma ordem, pedido, orientação, conselho. Exprime uma atitude de solicitação, mando.
Exemplo: Estude agora para as avaliações.

Exercícios
* Atividades a Gramática Reflexiva, páginas: 180, 181, 182, 183, 184 e 185.
(Pode responder, a lápis, na gramática).

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Algumas aulas de Língua Portuguesa


Duque de Caxias, 09 de setembro de 2009.

"Tua Palavra é lâmpada para os meus pés, Senhor;
Lâmpada para os meus pés, Senhor! Luz para o meu caminho".

Verbos de 1ª, 2ª e 3ª conjugação

1 - Verbos de 1ª conjugação são aqueles que terminam em "AR"
Exemplos: andAR, brincAR, celebrAR, dedicAR...

2 - Quando os erbos terminam em "ER" nós os classificamos como verbos de 2ª conjugação.
Exemplos: escolhER, mordER, obedecER, podER...

3 - Nos casos de verbos terminados em "IR" temos exemplos de verbos de 3ª conjugação.
Exemplos: acudIR, saIR, dormIR, partIR...

Obs.: Os verbos terminados em "OR", por causa da origem de nossa língua ser o latim em que "poER" = pOR e seus derivados, eram escritos com "ER". Tais verbos pertencem a segunda conjugação.
Exemplos: pOR, decompOR, supOR, dispOR...

Exercícios

1 - Na listagem que se segue, circule os verbos e coloque-os nas colunas adequadas à conjugação a que pertencem:
encontrar - penhor - nascer - amor - amar - sair - Altair - conseguir - recompor - favor - dor - por - esplendor - andor - patinar - viajar - lanchar - ler - doer - pressupor.

1ª conjugação 2ª conjugação 3ª conjugação

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Algumas atividades que deixei para minhas turmas de 6º ano



Estive em Natal (RN), para participar e apresentar trabalho no evento "Mulher e Literatura", (importante para a  formação no Mestrado em Letras e Ciências Humanas e para a prática profissional), mas deixei atividades para serem passadas para meus alunos e alunas. Penso neles sempre: onde estou, onde vou, no que farei. Procuro estudar mais e me aprimorar profissionalmente, na tentativa de oferecer um ensino e aprendizagem mais alicerçados, mais comprometidos com as transformações que ocorrem na contemporaneidade. É necessário estarmos sempre em pesquisas, em busca de (re)conhecimento e o partilharmos. Infelizmente, nem sempre temos apoio para estudar. É com esforço e sacrifício que buscamos a tão falada "formação continuada". A prática difere das teorizações.

Duque de Caxias, 02 de setembro de 2009.(quarta-feira)
1º TEMPO: 6º ANO D
2º TEMPO: 6º ANO D
3º TEMPO: 6º ANO A
4º TEMPO: 6º ANO B
5º TEMPO: 6º ANO B

Língua Portuguesa

"Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o que, com frequência, poderíamos ganhar, por simples medo de arriscar." (William Shakespeare)

(Aula para o 6º ano D e 6º ano B)
* Verbos de estado, verbos de ação e verbos que indicam fenômeno da natureza
Verbos que indicam estado são aqueles que ligam um substantivo ou um pronome a uma qualidade, característica, adjetivo que o completa.
Exemplos:
1- Shakespeare estava feliz.
Explicação: Verbo “ESTAR” ligando o substantivo Shakespeare ao adjetivo feliz.
2 – Eu sou estudante.
Explicação: Verbo “SER” ligando o pronome EU ao adjetivo ESTUDANTE.
3- A agulha e a linha continuam rivais.
Explicação: Verbo “CONTINUAR” ligando os substantivos agulha e linha ao adjetivo rivais.

Verbos que indicam ação apresentam algo que alguém pratica.
Exemplos: andar, correr, dormir, falar, perder, sorrir, pensar, entender, construir, realizar, comer, partir, verificar, socorrer, conseguir, abraçar, viver, fugir, etc.

Verbos que indicam fenômenos da natureza são aqueles que representam algo que apenas a natureza pode realmente realizar.
Exemplos: ventar, chover, relampejar, gear, nevar, garoar, trovejar, amanhecer, anoitecer, entardecer, etc.

Exercícios

Escreva se os verbos nas frases estão expressando ação, estado ou fenômeno da natureza:

a) O rei estava muito feliz. _______________________________________

b) O palhaço divertia o público. ___________________________________

c) Choveu muito ontem. ___________________________________________

d) Ventava muito enquanto o espertalhão devolvia a coroa. ________________________________ e _________________________________________.

e) As crianças corriam no pátio. ______________________________________________

f) O rei sorria satisfeito. _____________________________________________________

g) Ele era desconfiado. ________________________________________________________

h) Nós somos estudiosos. ______________________________________________________

i) Vocês comeram todo o bolo? __________________________________________________


AULA DO 6º ANO A

Atividades com base no livro de Leitura Complementar: “Quem vai descobrir o segredo de Michelangelo"?

1- Leia e acerte o que falta para completar corretamente: (35 minutos de aula).

Alguém roubou a recém-descoberta_______________________________de Michelangelo e isso pode causar uma ____________________________ enorme. O leitor e o cachorrinho_____________________ precisam descobrir o segredo que envolve o ___________________, antes que algo horrível aconteça. Eles se envolvem em uma trama cheia de suspense e são levados ao passado: no séc.________, conhecem o próprio Michelangelo, descobrem muitas coisas sobre sua vida e obra e vivenciam as mais inusitadas aventuras em meio ao clima efervescente da Renascença ____________________.
Obra Monalisa - câmara secreta – tragédia- Snoopy – cantor – Pablo – artista- XX - XVI- francesa – alemã – italiana.

Quinta- feira, dia 03 de setembro de 2009.

"Foi o tempo que perdi com a minha rosa que a fez tão importante." (Antoine de Saint-Exupèry)

6º ano B -

Exercícios
1- Identifique os verbos, circulando-os, e escreva se são verbos de ação, estado ou fenômeno da natureza:
a) O réu compareceu a audiência.
b) O réu ficará furioso nessa audiência.
c) Trovejou muito na audiência; mas, felizmente não choveu.
d) Um homem já escorregou neste chão molhado e deixou cair seu livro.
e) Por enquanto as matas continuam indefesas.
f) Anoitecia rapidamente!
e) Aguardaremos mais alguns minutos.
f) Nossos estudantes aprendem um pouco mais, a cada dia.
g) Tumultuaram o trânsito por um motivo banal.
h) Os verbos exercem uma função fundamental.
i) Surpreendemo-nos com doenças graves que precisam de medidas de higiene.
j) Se você me esperar, vou até lá, procuro pelo endereço e trago-o aqui.
K) Vou entrar por esta porta e quero encontrar tudo como eu deixei.

2) Copie, do exercício n° 1, apenas as frases que apresentam períodos compostos.

* 3)Construir e ilustrar um parágrafo descritivo, de cinco a dez linhas, sobre o tema: Primavera. Título bem criativo.

* Para casa (6° ano B) - Atividade sobre o livro de leitura complementar (passada na quarta-feira para a turma do 6° ano A)

6° ano C - a mesma atividade sobre leitura complementar passada na quarta-feira para a turma do 6° ano A.

6° ano A - a mesma atividade sobre verbos de estado, ação e fenômenos da natureza, passada na quarta-feira para as turmas dos sextos anos D e B.

Sexta-feira

"Ser humano é ser responsável. É sentir que colabora na construção do mundo."


6° ano A - a mesma atividade passada na quinta-feira para o 6° ano B.
6ª ano D - a mesma atividade sobre o livro de leitura complementar já passadas para os sextos anos A, B e C.
6° ano C - a mesma atividade passada na quinta-feira para o 6° ano B.

* Abraços de sempre muita Paz e grande Bem!

Minha jangada vai sair pro mar. Vou trabalhar...



Estivemos em Natal para o Seminário Mulher e Literatura. Segundo o mapa, nunca estivemos tão perto de Portugal. Ainda assim há muito Oceano a ser desbravado. Mas, temos a alma lusa dos grandes navegantes.
Devíamos ter usado a jangada que estava em frente ao hotel, rsrs! Já estamos em casa a recompor as energias. Foram muito enriquecedoras e emocionantes as apresentações. Faço Mestrado Interdisciplinar. Sou formada em Letras (Português-Literatura). Também tenho graduação em Pedagogia. Pós-Graduação em Língua Portuguesa e em Informática Educativa. Gosto do tema “interdisciplinaridade”, não como modismo, mas como prática de vida profissional, que muito honro! Não me vejo “atirando para todos os lados”! Isso é extremamente ofensivo. É assédio moral a minha pessoa! Eu amo estudar, pesquisar e viajar para aprender!Há sempre muito a conhecer! Triste de quem julga saber tudo!

Mulher e Literatura



Na foto: 1ª - a coordenadora do evento em Natal, RN, Professora Maria da Conceição Crisóstomo de Medeiros Gonçalves M Flores, que possui graduação em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1993), graduação em Diplôme Supérieur d' Études Françaises - Université de Nancy II (1990), mestrado em Estudos da Linguagem pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1999) e doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2004). Atualmente é professora adjunta da Universidade Potiguar. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Portuguesa, atuando principalmente nos seguintes temas: literatura de autoria feminina, crítica feminista.
Conceição Evaristo.Nasceu em 1946, em Belo Horizonte. De origem pobre passou sua infância numa favela num barraco apertado, compartilhando o mesmo espaço com nove irmãos até que foram obrigados a se removerem devido a obras do governo estadual. A mãe se preocupava apenas com a educação da filha, fato essencial em sua vida, vindo a terminar o curso normal com 25 anos.
Trabalhavam como domésticas para as mais tradicionais famílias de Belo Horizonte sem perspectiva de continuar os estudos, somava-se a isso, o preconceito e o próprio desencorajamento da sociedade burguesa.
Segue-se abaixo um depoimento da escritora:
“Enquanto trabalhava como doméstica e após concluir o Curso Normal, eu sonhava em dar aula em Belo Horizonte. Mas aí entra uma questão seriíssima. Em 1971, não havia concurso para o magistério e, para ser contratada como professora, era necessário apadrinhamento. E as famílias tradicionais para quem nós trabalhávamos não me indicariam e nunca indicaram; não imaginavam e não queriam para mim um outro lugar a não ser aquele que "naturalmente" haviam me reservado. Houve mesmo uma patroa de minha tia, numa casa em que eu ainda menina e já mocinha ia fazer limpeza, lavar fraldas de bebês, ajudar nas festas, entregar roupas limpas e buscar as sujas, que fez a seguinte observação: Maria, não sei porquê você esforça tanto para a Preta estudar!”
Maria consegue, com muito esforço e dedicação ir ao Rio de Janeiro onde realiza prova de concurso público para ingressar no magistério e passa, vindo a tornar-se discente do curso de Letras devido a sua paixão pela Literatura, pois sempre fora ledora árdua de Jorge Amado, José Lins do Rego, Guimarães Rosa, Drummond e, principalmente, Carolina Maria de Jesus, autora com a qual sempre é comparada, devido às origens. Estas e tantas outras influências subsidiaram-lhe o exercício literário, principalmente no que condiz sobre a Literatura como arma de lutas sociais.
1980 marca uma série de movimentos sociais que reivindicam melhor tratamento aos afrodecendentes, assim como uma tentativa de revitalizar a cultura / costumes. Para tanto, em SP, Maria da Conceição participa com contribuições literárias da série Cadernos Negros, no entanto a autora vem apenas a participar do movimento em 1990, época do 13º número da revista. Porém, sua estréia fora bem aplaudida e o poema, considerado um manifesto da voz feminina e merorialista.
3ª - A outra pessoa na foto, eu! Terezinha Fatima!