Introdução

Mãe de 3 filhos (Rodrigo, Philippe e Fernanda), avó (quatro netas: Eduarda, Mirela, Luna e Laura), Supervisora Educacional, Profª aposentada de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira; Pedagoga e Pesquisadora, Graduada em Letras e Pedagogia e Pós-Graduada (Especialista em Língua Portuguesa e Iniciação Teológica); Mestre em Letras e Ciências Humanas. Trabalho muito, estudo bastante, adoro pesquisar, ler boas obras; folhear jornais e revistas, assistir telejornais; viajar, ir ao Shopping, utilizar a Internet. Crio algumas "quadrinhas", gosto de elaborar projetos que não sejam engavetados.

The Daily Puppy

Daily Calendar

Postagens populares

Total de visualizações de página

http://www.lokaliza.com.br

Notícias

Loading...

terça-feira, 2 de março de 2010

Páscoa Matemática!

Importante para exercitar os cálculos. Treinemos, exercitemos, façamos nossos neurônios atuarem!
Há uma conhecida citação latina que nos ensina: “Mens sana in corpore sano” (Juvenal), que significa mente sã (saudável) em corpo são (saudável).

Trecho da sátira X, do poeta romano JUVENAL.

"orandum est ut sit mens sana in corpore sano.
fortem posce animum mortis terrore carentem,
qui spatium uitae extremum inter munera ponat
naturae, qui ferre queat quoscumque labores,
nesciat irasci, cupiat nihil et potiores
Herculis aerumnas credat saeuosque labores
et uenere et cenis et pluma Sardanapalli.
monstro quod ipse tibi possis dare; semita certe
tranquillae per uirtutem patet unica uitae".

(10.356-64)

Tradução livre, extraída da pesquisa em:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Mens_sana_in_corpore_sano (acessada aos 02 de março de 2010).

Deve-se pedir em oração que a mente seja sã num corpo são.
Peça uma alma corajosa que careça do temor da morte,
que ponha a longevidade em último lugar entre as bênçãos da natureza,
que suporte qualquer tipo de labores,
desconheça a ira, nada cobice e creia mais
nos labores selvagens de Hércules do que
nas satisfações, nos banquetes e camas de plumas de um rei oriental.
Revelarei aquilo que podes dar a ti próprio;
Certamente, o único caminho de uma vida tranquila passa pela virtude.



Páscoa, para o cristão, é a passagem da vida de egoísmo, de pecado e de escravidão para a liberdade em Jesus Cristo, ou seja, possibilidade de ser redimido. Representa, portanto, um momento de reflexão sobre a vida e a morte, a culpa e o perdão, a justiça e a injustiça... E tudo o mais que nos leva a buscar o cumprimento das leis de Deus: o amor, o acolhimento, a solidariedade, a fraternidade, a liberdade, a PAZ e o BEM!

A páscoa (do hebraico pessach, significando passagem) é comemorada, ao redor do mundo, da mesma forma,com exceção da páscoa judaica que é,ainda nos dias de hoje,como manda a tradição,do mesmo jeito que aconteceu a primeira páscoa nos tempos de Moisés. Acontecendo todos os anos entre os dias 21 de Março e 25 de Abril, a páscoa se aproxima da data da primeira, que foi estipulada por Deus como mandamento eterno. Nesta mesma data, enquanto aqui no hemisfério sul, é o inicio de outono, no hemisfério norte do planeta se inicia a primavera; e é comemorada a festa da primavera (ou páscoa) onde se presta homenagens à deusa da primavera Ostera (Ishtar ou Esther),uma divindade anglo-saxã,deusa da fertilidade, que tem sua imagem segurando um ovo (símbolo da vida) e sendo prestigiada por uma lebre(representando o deus Oastre,deus da fertilidade). A deusa babilônica Ishtar é aquela a quem a páscoa (easter, em inglês) se refere.

é celebrada em várias culturas e religiões do mundo; 01. Babilônia – Ishtar, também chamada deusa da lua (reparem que no ano de 325 D.C.,durante o concilio de Nicéia,com a adoção do calendário gregoriano,a data da páscoa ficou estipulada no primeiro domingo,após a primeira lua cheia do equinócio da primavera – equinócio,na astronomia,é o momento em que o sol,em sua órbita,cruza a linha do equador,o que ocorre em março e setembro). 02. Católicos – Virgem Maria (Rainha dos céus) , 03. Chineses – Shingmoo, 04. Druidas – Virgo Paritura, 05. Egito – Ísis, 06. Efésios Pagãos – Diana, 07. Etruscos – Nutria, 08. Alemães (antigos) – Herta, 09. Gregos – Afrodite / Ceres, 10. Índia – Isi / Indrian, 11. Judeus apóstatas antigos – Astarte (Rainha dos céus), 12. Krishna – Devaki, 13. Roma – Vênus / Fortuna, 14. Escandinavos – Disa, 15. Sumérios – Nana. Segundo historiadores, desde 1500 A.C.,existem bolos feitos com uvas;esses bolos, segundo a bíblia,foram usados para oferecer adoração à deusa dos céus (Oséias 3:1),identificada como o planeta Vênus.Mais tarde,na festa da páscoa pagã, esses bolos foram usados com frutas secas, na forma de uma estrela pentalfa,(conhecida nos dias de hoje como o pentagrama),figura esotérica. A igreja católica uniu essas duas festas, páscoa (cristã) e da primavera (pagã), celebrando a festa cristã com todos os símbolos da festa pagã.


A páscoa segundo a bíblia.

A páscoa é uma festividade perpétua, instituída por Deus, em lembrança às mortes dos primogênitos no Egito e da libertação do povo de Israel (ex. 12:27).O seu nome deriva de uma palavra hebraica que significa passagem- a passagem do anjo,que poupou as casas dos israelitas,cujas portas foram marcadas com o sangue do cordeiro.
Na sua instituição, a maneira de observá-la era que o mês de saída do Egito (Nisã/Abide) devia ser o primeiro mês do ano sagrado ,e no décimo quarto dia desse mês (Levíticos 23:5), deviam os israelitas matar um cordeiro e se absterem de pão fermentado.O cordeiro devia ser sem defeito,macho e de até um ano de idade;não encontrando cordeiro,podiam matar um cabrito.Enfim, a páscoa devia ser comemorada com carne de cordeiro assada, pães asmos e salada de folhas amargas.Existem ainda citações bíblicas que dizem que podemos também celebrar com carne de boi (2 Crônicas 35:7,8 e 9).

Nenhum comentário: