Introdução

Mãe de 3 filhos (Rodrigo, Philippe e Fernanda), avó (quatro netas: Eduarda, Mirela, Luna e Laura), Supervisora Educacional, Profª aposentada de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira; Pedagoga e Pesquisadora, Graduada em Letras e Pedagogia e Pós-Graduada (Especialista em Língua Portuguesa e Iniciação Teológica); Mestre em Letras e Ciências Humanas. Trabalho muito, estudo bastante, adoro pesquisar, ler boas obras; folhear jornais e revistas, assistir telejornais; viajar, ir ao Shopping, utilizar a Internet. Crio algumas "quadrinhas", gosto de elaborar projetos que não sejam engavetados.

The Daily Puppy

Daily Calendar

Postagens populares

Total de visualizações de página

http://www.lokaliza.com.br

Notícias

Loading...

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Mandalas

Meditando com Mandalas

Imprima a mandala que mais lhe agradar, e medite com ela da seguinte maneira:
       *Relaxe seu corpo, deixe seu espírito calmo e sereno, 
observe sua respiração;
*Faça algumas respirações profundas e lentas, sem pressa, 
nesse momento sinta somente o respirar;
*Contemple a mandala por algum tempo, pode ser por um 
minuto, dois ou dez;
*Jogue em cada espiral da mandala  sentimentos negativos de 
ódio, mágoas, tensão, culpas, abandono, tristeza, angústia, 
solidão, ansiedade, preocupação ou outros que tenha. 
Veja esses sentimentos sendo transformados, em luz no centro da 
mandala. Essa luz é você, é seu Eu Superior, o sábio dentro 
de você;

* Caso nao tenha sentimentos negativos nesse momento, nâo 
faz mal, coloque todo sentimento de amor e bem-estar nas 
espirais da mandala com a intenção de ampliar esses 
sentimentos para além de você, até abarcar toda a 
humanidade, toda a Terra;

*Finalmente entre em silêncio profundo,  apenas observando 
a mandala, sem fazer esforço algum. 
Quando sentir que está 
bem agradeça o momento e a Existência pela oportunidade de 
contatar com sua luz, transformar sentimentos ou 
compartilhar amor com outros seres viventes.

 *Repita essa meditação quantas vezes sentir vontade a 
qualquer hora e em qualquer condições que estiver. 
Ela serve tanto para momentos de angústia quanto para momentos de 
amor.


A Mandala do Filtro dos Sonhos
Conta uma antiga lenda dos nativos norte-americanos, que um 
velho índio ao fazer uma Busca da Visão no topo de uma 
montanha, lhe apareceu Iktomi, a Aranha, e comunicou-se em 
linguagem sagrada. 
A Aranha pegou um aro de cipó e começou a 
tecer uma teia com cabelo de cavalo e as oferendas recebidas


Enquanto tecia, o espírito da Aranha falou sobre os ciclos 
da vida, do nascimento a morte e das boas e más forças que 
atuam sobre nós em cada uma dessas fases. Ela dizia :

"Se você trabalhar com forças boas, será guiado na direção 
certa e entrará em harmonia com a natureza. Do contrário, 
irá para direção que causará dor e infortúnios".

No final a Aranha devolveu ao velho índio o aro de cipó com 
uma teia no centro dizendo-lhe:
"No centro está a teia que representa o ciclo da vida. Use-a 
para ajudar seu povo a alcançar seus objetivos, fazendo bom 
uso de suas ideias, sonhos e visões. Eles vêm de um lugar 
chamado Espírito do Mundo que se ocupa do ar da noite com 
sonhos bons e ruins. A teia, quando pendurada, se move 
livremente e consegue pegar sonhos, quando eles ainda estão 
no ar. Os bons sonhos sabem o caminho e deslizam suavemente 
pelas penas até alcançar quem está dormindo. Já os ruins 
ficam presos no círculo até o nascer do sol, e desaparecem 
com a primeira luz do novo dia"



Esse círculo é conhecido como "Dreamcatcher" (apanhador de 
sonhos). Aqui no Brasil é chamado de Filtro dos Sonhos ou 
Coletor de Sonhos.
Trata-se de um instrumento de poder para assegurar bons 
sonhos para aqueles que dormem debaixo dele, e também para 
trazer visões.
Geralmente, são colocados onde a luz bate pela manhã, em 
frente a janela. 
Os nativos nos ensinam que os sonhos passam 
pelo furo no centro e os maus sonhos ficam presos na teia e 
se dissipam à luz do amanhecer.

Aprenda a fazer um filtro dos sonhos
(clique na imagem para ampliar)
Você poderá colocá-lo no seu quarto, escritório, no 
berço ou carrinho do bebê. 
Pode ser usado também como assessório no seu look,
bijuterias ou até jóias.
Os nativos ensinam que os bebês 
ao verem a pena balançar com o vento, se entretêm e aprendem 
a importância do ar. 
Ele é feito na forma de um círculo, 
tradicionalmente com galhos de Salgueiro. É feita uma rede 
na forma de uma teia de aranha com uma abertura ao centro. 
Tem muitas lendas de origem, de acordo com cada tribo e 
também diferentes formas de tecer.

É uma mandala, segundo Jung, a mandala se encontra na 
própria alma humana, aparecendo nos sonhos e em diversas 
imagens criadas pelo nosso inconsciente. 


 



O Circulo Representa, o Círculo da Vida. 
As rodas, ou círculos, 
representam a totalidade. 
O círculo é o símbolo do Sol, do Céu e da Eternidade. 
No simbolismo ancestral o círculo é o 
símbolo do espaço infinito, sem começo e sem fim.
Qualquer que seja a representação simbólica 
em qualquer era e em qualquer cultura, um Círculo de Poder, 
serve como um espelho, onde podemos ver o reflexo do Universo 
e o Grande Tudo, que contém a totalidade, trabalhando para o 
entendimento dos mistérios da vida, 
do cosmos, e das leis naturais. 
*
A Teia e a Pena
Os fios da teia, que são ligados ao círculo, 
podem ser tecidos em 7 pontos (7 profecias) 8 pontos (8 pernas da 
aranha = oito direções sagradas ), 13 pontos (13 Luas), 
variando de acordo com cada tradição e intenção.
Pode ser colocada uma pena no centro, simbolizando a 
respiração, o elemento ar, e em alguns são colocados uma 
pedra/cristal. Tudo o que é colocado possui um significado.
 *
Centro da Teia
Corresponde ao Grande Mistério, o Criador, a Força que 
abrange o Universo inteiro.
*
Coloque seu filtro de forma ritualística
Isso é o que diferencia um adorno de um instrumento de poder. 
Purifique antes o ambiente, o próprio filtro, e coloque sua intenção. 
Faça sua própria cerimônia. 
Peça proteção para o lar, família, pensamentos.

Nenhum comentário: